Diz aí, Bete: Como evitar o ressecamento da pele?


Diz aí, Bete: Como evitar o ressecamento da pele?

19 de abril de 2021

Você sabia que uma das principais manifestações do diabetes é a cutânea?

Além de todos os problemas causados pelo diabetes, a pessoa com diabetes pode sofrer uma queda no estímulo das glândulas sudoríparas ou sebáceas, o que resulta no ressecamento e rachaduras na pele. Principalmente, nos pés e nas pernas.

Devido ao excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia), o corpo encontra uma forma de eliminar esse excesso por outros meios, como por exemplo: a urina. Pessoas com diabetes costumam ir ao banheiro muitas vezes ao longo do dia! Por eliminar muito líquido, a desidratação reflete na pele.

 

O RESSECAMENTO

Conforme citado anteriormente, a queda no estímulo das glândulas faz com que o corpo perca a sua oleosidade natural. Desta forma, surge o ressecamento que se transforma em rachaduras e, posteriormente, feridas quando não tratadas corretamente. Cuidar da pele para evitar este ressecamento é primordial para evitar qualquer tipo de lesão ou infecção.

Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)1, aproximadamente 25% dos pacientes com diabetes podem ter feridas nos membros inferiores por conta de complicações da doença, tendo em vista que 50% deles acabam sofrendo com infecções.

Mas, Bete! Onde está o perigo?

Pois bem…as complicações e infecções do diabetes podem levar à amputação. Por isso é muito importante ficar atento a todos os sinais, ao ressecamento da pele e ter conhecimento de todos os problemas²:

BACTÉRIAS: Cuidado com o calor, inchaço e dores. Além disso, fique atento aos sinais de terçol, foliculite, infecções ao redor das unhas. Esses sintomas podem ser um aviso sobre a presença de bactérias.

FUNGOS: Eles se revelam em lugares quentes e úmidos, como por exemplo: ao redor das unhas, entre os dedos, axilas, embaixo dos seios e virilha. Alguns dos sintomas são: vermelhidão, coceira e bolhas.

NECROBIOSE LIPOÍDICA: Provavelmente você já deve ter olhado para as pernas de uma pessoa com diabetes e visto manchas amareladas ou avermelhadas perto das canelas. Isso acontece porque a pele fica muito fina e é possível ver os vasos sanguíneos.

DERMOPATIA DIABÉTICA: Assim como a necrobiose lipoídica, a dermopatia diabética também se revela com manchas. Mas diferente da necrobiose, ela revela vasos que comprimem e dificultam a passagem do sangue no local. Suas manchas são escuras e arredondadas, podendo virar feridas.

 

PREVENÇÃO:

O maior cuidado que alguém pode ter para evitar o ressecamento, sem dúvidas, é procurar a orientação de médicos especializados. Nenhum estudo substitui a presença de um médico que pode avaliar o seu problema de perto e oferecer o tratamento mais eficaz.

Mas, é claro que alguns cuidados básicos podem começar em casa!

1) Controle a sua glicemia diariamente;
2) Utilize hidratantes corporais que possuam alta hidratação, mas com absorção imediata, não deixando os pés úmidos para evitar a proliferação de fungos e bactérias. Além disso, é importante ter baixo nível de ureia para não esfoliar a pele da pessoa com diabetes que já é mais sensível. O melhor horário para utilizar o seu hidratante é logo após o banho. Já conhece o creme Cedraflon?3,4* 😊
3) Escolha sapatos confortáveis: o recomendado é usar sapatos de pelo menos 4cm de distância do chão: nem muito altos, nem muito baixos.

 

De que maneira você tem evitado o ressecamento da sua pele?

Este conteúdo não trata de recomendação terapêutica. Consulte seu médico regularmente.

*Vale lembrar que Cedraflon™ não é um medicamento.

 

 

REFERÊNCIAS:
¹SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR http://www.sbacvrj.com.br/semanavascularIX/duvidas.html e VIDA E AÇÃO https://www.vidaeacao.com.br/atencao-especial-aos-cuidados-com-o-pe-diabetico/
²CLUBE DO DIABETES https://clubedodiabetes.com/2018/08/diabetes-sinais-de-alerta-dados-pela-pele/
3 American Diabetes Association. Skin complication. Disponível em: https://www.diabetes.org/diabetes/complications/skin-complications. Acessado em: 29/05/2020
4 Embalagem do Produto – CedraflonTM

Últimas Publicações

SOS PERNAS: Motivos para usar Cedraflon

Cuidados com as pernas