Saúde


das pernas

Por que as minhas pernas doem mais quando está calor?

3 de abril de 2019

Pessoas que sofrem com a doença venosa crônica (DVC) já sabem: o calor pode agravar consideravelmente os sintomas da doença, contudo, como vivemos em um país tropical, é bastante difícil fugir do calor especialmente durante o verão. Apesar disso, é possível sim, adotar algumas práticas para aliviar os sintomas e até promover mais qualidade de vida.

Durante os períodos mais quentes, quem sofre com a DVC costuma relatar sintomas bastante incômodos, como: coceira, edema, dores nas pernas, peso, câimbras e até ressecamento na pele. Atitudes simples que melhoram a circulação das pernas podem ser uma saída viável para evitar e tratar os problemas. Quer saber mais? Acompanhe o nosso conteúdo e tire as suas dúvidas!

Por que o calor agrava a doença venosa crônica?

As altas temperaturas costumam promover dilatação nas veias, inchaço e retenção de líquidos especialmente nos membros inferiores. Isso ocorre porque uma dilatação anormal nas veias diminui a velocidade da circulação do sangue no interior dos vasos. Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia do Rio de Janeiro (SBACV-RJ) indicam que este aumento na incidência dos sintomas é entre 20% e 30% no verão.

Comportamentos e hábitos que agravam os sintomas

O calor é apenas um dos fatores que piora os sintomas da doença venosa crônica. Outros comportamentos e hábitos podem dificultar o fluxo sanguíneo e trazer uma série de problemas para a saúde em geral. O tabagismo, o sedentarismo, a má alimentação, além do uso de roupas e sapatos apertados, por exemplo, funcionam também como agravantes.

Isso sem falar que, especialmente durante as férias, as pessoas tendem a aumentar consideravelmente o consumo de bebidas alcoólicas e o excesso de sal, além da exposição ao sol. Ao identificar esses hábitos que podem prejudicar a saúde das veias, é importante repensar as atitudes e incorporar novos jeitos de cuidar da saúde. Uma dica é fazer caminhada para ajudar a melhorar a circulação sanguínea e usar um creme para revitalizar as pernas cansadas, promovendo assim, o bem-estar.

Como aliviar os sintomas nos dias mais quentes?

É importante buscar um alívio para os sintomas da DVC, por isso, preparamos algumas dicas coadjuvantes ao tratamento medicamentoso para te ajudar:

1. Ao final do dia, dê uma ducha fria nas pernas

A ducha fria ajuda a baixar a temperatura dos membros inferiores, o que pode contribuir diretamente para melhorar a circulação na região, pois ajuda a evitar a dilatação nas veias.

2. Evite expor as pernas ao sol

Durante os dias mais quentes, evite expor as pernas ao sol, pois os sintomas da DVC podem ser agravados.

3. Evite as fontes de calor

Fontes de calor como sauna, exposição direta ao sol e até a famosa depilação com cera quente podem agravar os sintomas também. Caso não consiga evitar, dê uma ducha de água fresca nas pernas e coloque-as para cima por um tempo. Isso pode ajudar a reduzir o incômodo.

4. Movimente-se!

Evite deixar os seus membros inferiores parados por muito tempo. Tente não ficar sentado durante longos períodos e, em casos de viagens longas, de carro ou ônibus, procure fazer algumas paradas para caminhar. Se vai passar um período na praia, aproveite para caminhar na orla de pés descalços. A água geladinha, bem como a areia do mar promovem um bem-estar inigualável promovido por meio da contração venosa.

5. Use calçados e roupas confortáveis

Procure não usar roupas e sapatos muito apertados, pois, eles podem dificultar ainda mais a circulação sanguínea, o que pode causar inchaços e dores nas pernas ao final do dia.

6. Se hidrate bastante!

A hidratação é fundamental e deve ser um cuidado redobrado nos dias mais quentes. Beba no mínimo 2 litros de água por dia para manter a sua saúde e qualidade de vida. A boa hidratação também auxilia no alívio dos sintomas e ainda melhora a saúde em todos os sentidos.

7. Massageie as suas pernas

Você pode aliviar os sintomas de pernas cansadas realizando massagens nas pernas com um creme revitalizante que traga alívio, refrescância e hidratação.

8. Faça uma dieta balanceada

Uma alimentação rica em sal, gordura e açúcar pode contribuir diretamente para dificultar a circulação sanguínea, ou seja, é preciso reduzir ao máximo o consumo desses alimentos e priorizar uma alimentação mais leve, composta por legumes, verduras, carnes magras, oleaginosas, frutas e fibras.

Aproveite essas dicas para melhorar a saúde das suas pernas e, consequentemente, melhorar a sua qualidade de vida. Se persistirem os sintomas, consulte o médico para que ele possa indicar o tratamento mais adequado.

Conhece alguém que está precisando de dicas como essa? Compartilhe!

 

Fontes:

http://www.scielo.br/pdf/jvb/v14n3/1677-5449-jvb-14-3-224.pdf
https://melhorcomsaude.com.br/alimentos-favorecem-circulacao-sanguinea-nas-pernas-descubra-os/
https://vascular.org/patient-resources/vascular-conditions/chronic-venous-insufficiency#causes
http://www.sbacv.org.br/lib/media/pdf/diretrizes/insuficiencia-venosa-cronica.pdf
http://www.scielo.mec.pt/pdf/ang/v8n3/v8n3a01.pdf
https://www.saudecuf.pt/mais-saude/doencas-a-z/doenca-venosa-cronica

Últimas Publicações

Quais são os principais cuidados com a alimentação para melhorar a circulação e evitar inchaço e dores nas pernas?

Os benefícios terapêuticos da massagem.